MEDICAMENTOS
PARA DIARRÉIA
A diarréia é uma forma que o
corpo tem para eliminar as toxi-
nas estranhas, bactérias ou outros
elementos que podem causar mal
estar ao intestino, ou seja, e um
mecanismo de proteção natural.
A maioria das diarréias são agudas
e tem duração limitada a algumas
horas ou poucos dias, as diarréias
crônicas são as que tem duração
de semanas ou meses, ou ainda,
que reaparecem de forma regular.
O perigo da diarréia, particular-
mente para os bebês e crianças, é
a desidratação devido à perda de
grande quantidade de água e sais
minerais.
Diarréias agudas
Pelo seu caráter geralmente au-
tolimitado, a preocupação prin-
cipal é a prevenção da desidrata-
ção, principalmente em crianças e
idosos. A reposição de sais e água
através da terapia de reidratação
oral é simples, efetiva e barata. Ela
não inibe a diarréia, mas evita sua
complicação mais grave.
Anticoncepcionais
O uso de contraceptivo oral constitui um dos métodos
mais eficazes para prevenir a gravidez. Em algumas mul-
heres podem causar riscos à saúde, portanto a pílula só
deve ser tomada depois de uma consulta a um ginecolo-
gista, que receitará a mais adequada para cada caso.
Orientações para uso
• Os contraceptivos orais devem ser tomados sempre na
mesma hora, todos os dias.
• Se uma pílula for esquecida deve ser tomada assim que
se lembrar, além da pílula regular, na mesma hora de sem-
pre, ou então as duas no mesmo horário habitual.
• Se duas ou mais pílulas forem esquecidas, é aconselhável
abandonar a cartela e usar outro método contraceptivo
(de preferência um método de barreira, ex.: camisinha).
Aguardar a menstruação e recomeçar um novo ciclo.
Ao contrário do que se pensava, um intervalo “livre de
pílulas” não traz vantagem terapêutica, pode ocorrer ovu-
lação nesse intervalo e, não usando outro método, pode
ocorrer gravidez.
------------------------------------------------------------------------
Atenção
Substâncias que diminuem o efeito anticoncepcional:
barbitúricos, carbamazepina, fenitoína, antibióticos como a
ampicilina, rifampicina, tetraciclinas.
------------------------------------------------------------------------
Diarréias crônicas
Em diarréias crônicas o essencial
é a busca de diagnóstico para
possibilitar a remoção da causa
ou tratamento do distúrbio. Ela
pode ser resultado de fatores
múltiplos ou de doença. Exemplos
de causas: alergia ao leite de
vaca, intolerância ao glúten (trigo,
cevada, aveia), parasitas intestinais,
câncer do estômago ou do cólon,
uso crônico de laxante e outros.
Cuidados
• O uso de medicamentos para
diarréia geralmente não constitui
solução, podendo retardar o diag-
nóstico e agravar o distúrbio.
• Um dos efeitos indesejados dos
medicamentos é o de causar diar-
réia como os antibióticos de uso
oral, antiácidos contendo magné-
sio, hormônios e outros.
• Pessoas com diarréia sanguino-
lenta, febre alta ou comprometi-
mento importante do estado geral
devem buscar o médico, sob risco
de agravar o quadro e complicar
a saúde.
1...,18,19,20,21,22,23,24,25,26,27 29,30,31,32,33,34